Os monstros vieram se queixar

Os monstros vieram se queixar. Muito tempo sem sair de casa Até as traças estão numa boa,  gritaram. E comeram toda a biblioteca. Prometi, então, uma noite daquelas. Uma insônia daquelas. Uma nóia daquelas. Quem sabe assim eles ficam quietos. Quem sabe assim eles me esquecem.

Artigos mais recentes

Onde as dores se encontram

Ela era nova ali e, como sempre costumava acontecer, chegou com jeito de pouca conversa. Apenas ajeitou os óculos escuros e pediu: – Um café. Do outro canto do balcão, veio o comentário em voz baixa. – Isso aí é amor. Conheço de longe. Quem disse foi a Marca de Vacina que, estando ali quase…

Quando era asa, voei

Quando era asa nadei. Na correnteza do vento. No chão, rainha é a areia. E os grãos que tudo devoram. Quando era asa, voei. Da sua mentira, cai.

nossas paranóias

que barulho é esse? são as nossas paranoias que acordaram com fome e estão devorando tudo da geladeira morderam até um pedaço do sofá e ainda por cima botaram a culpa no gato