Preciso precisar

Balões coloridos e um mágico anunciam: uma loja de utilidades domésticas acabou de abrir na esquina. Porta-queijo, mola para britadeira, cortador de unha, pano para limpar as pratas da casa, kit antiderrapante, caixa de papelão supergrande, grande, média, pequena, microscópica, escova para limpar a parte interna das orelhas de coelhos selvagens canadenses. Num minuto, ela está cheia.
Todo o bairro foi conferir. Eu também.
Se eu preciso de alguma coisa? Muito.
Eu preciso precisar.

Na seção de ferramentas, converso com um aposentado e um torcedor do São Cristóvão sobre o que teria útil ali, para nós. Quem sabe a caixa de ferramentas magnéticas chinesa? “Alguma coisa aqui deve servir para mim”, diz o senhor. “Eu devo estar precisando, mas não sei”. Nas prateleiras de artigos para o lar, uma dona-de-casa encontra algo que mudar a suas vida. “Perfeito para guardar metades de cebolas, esse pequeno pote. ” Alguma pessoas apenas vagam, sem fixar o olhar nos produtos, apenas para sentir as vibrações positivas dos supérfluos, um palavra bonita que damos quando queremos dizer inútil. Em nossos corações, uma oração. Eu preciso precisar.

Só o que precisamos na vida é de amor.
Mas quando ele nos falta, porque não substituí-lo por um rolo colo colante manual para remoção de pelos que tem duração infinita?! Mesmo quando eu desaparecer, mesmo quando todas as tartarugas do mundo envelhecerem, Roll It Way continuará com seu poder superadesivo.
Caixa registradora. “Débito ou crédito?”
Triunfo.
Amanhã eu volto.