Por sua conta e risco

Carecas correm mais riscos de morrer cedo.
Pessoas com menor altura tendem a ser menos bem-sucedidas.
Bebês que dormem na cama dos pais têm mais riscos de morte súbita.
Estressados correm mais risco de sofrer ataque cardíaco.
Quem não bebe tem mais risco de morrer.
Paciente com depressão tem risco maior de sofrer um infarto.
Quem costuma roncar durante a noite corre mais risco de ter ataques de AVC.
Idosos sexualmente ativos têm mais risco de ter hepatite B.
Mulheres mais altas correm mais risco de desenvolver câncer.
Homens têm mais risco de sofrer perda de memória que mulheres.
Crianças que nascem de pais com mais de 35 anos têm maiores chances de desenvolver autismo.
Quem não toma café da manhã cotidianamente corre mais riscos de sofrer problemas cardíacos.
Homens têm mais riscos de morrer na juventude.
Idosos obesos têm mais riscos de quedas.
As mulheres grávidas têm mais riscos de morrer com a gripe A (H1N1).
Crianças com QI elevado têm mais riscos de usar drogas.
Homens correm mais riscos de comprometimento cognitivo.
Mulheres que nunca tiveram filhos na vida possuem mais chances de desenvolver tumores cancerígenos nas mamas.
Mulheres que bebem cerveja têm mais chances de desenvolver psoríase.
Quem mora em uma grande metrópole tem mais chances de desenvolver transtornos psicológicos.
Pessoas solitárias têm mais chances de desenvolver Alzheimer.

E eu e você, amor, nós vamos morrer.

* Pesquisas, pesquisas, pesquisas divulgadas na internet