biguas2

Eu acho é pouco eu quero é mais

Só me dê tudo, pão com manteiga, café-com-leite, abacaxi.
De cada, outro, sorvete, bala, carinho, foda, suor, amor.
Eu quero o excesso, até que entorne, cigarro, sonho, maracanã.
Eu acho é pouco, fumar maconha, brincar na areia, comer quindim.
Dançar descalça, deitar na rua, perder a hora, constelação.
Eu sou é pipa, cabelo solto, batata-frita, colesterol.
Lambe o meu rosto, bagunça a sala, tira minha roupa, catupiry.
Eu quero é mais, furar a onda, sumir do mapa e repetir.

Morrer de novo e de novo e de novo e ainda mais uma vez. A baleia, maior criatura dos mares e oceanos.
Todos os bilhões de seres microscópicos que moram dentro do corpo humano. Conquistar 24 territórios da minha preferência.
E todas as mulheres do mundo. Todos os homens do presidente. Escrever todas as cartas de amor que são ridículas.

E quando eu não der mais conta, convulsão.
E se doer o vazio, existir.