NÃO ME MANDE MENSAGEM DE VOZ

agentev

Vamos ficar combinados assim: a única mensagem de voz que eu aceito receber é de amor. Mande, mande, mande. Para todo o resto, ESCREVA. Isso aí, EM CAPS LOCK. Dizem que significa que você está GRITANDO BEM ALTO NÃO ME MANDE MENSAGEM DE VOZ.

O que você tem contra as letrinhas? Eu lembro até de como fui alfabetizada, as consoantes iam passar o dia na casa das vogais e era uma festa. Um dia o B amava o A e dava BA e no outro amava o E e dava BE. E desta pegação toda resultava o dicionário. Mas se você não gosta de letrinhas, assim, tecladas uma atrás da outra, faça uso de uma antiga tecnologia: o telefone. Um troço moderno mas que funciona de modo bem simples, explico: de um lado uma pessoa fala e do outro, na mesma hora, a outra escuta. Olha só que prático e rápido, na mesma horinha! Em tempo real. Não é fantástico?!

“Ah, mas é porque eu estou no carro dirigindo fugindo de um monstro japonês”, mentem as criaturas que amam mensagens de voz. Não, não é. É porque você quer falar sozinho. Hoje em dia a gente só quer falar sozinho. Você não quer que alguém te interrompa. Quer que, do outro lado, o sujeito fique de humilde servo ouvindo tudo que você tem a dizer, em absoluta mudez. No máximo, que resmungue, mas sozinho também. Que ouça os maiores absurdos sem poder argumentar, discordar, concordar, rir com você, rir de você. Que escute as maiores maravilhas sem direito a um suspiro, um riso, um “eu também” no meio da frase. Quando um burro fala o outro abaixa a orelha. E para onde vai aquela palavra que muda o rumo da prosa?

“Ah, mas é que é prático”, mentem as criaturas. Só que eu sou louca, virgem com ascendente em virgem, e fiz os cálculos. Passando a régua, é o seguinte: para que um diálogo simples seja mantido em trocas de mensagens de voz, é preciso apertar no mínimo uns vinte “botões”. Vinte (entre gravar, enviar, escutar, gravar, enviar…). Isso sem falar nas pessoas que, o invés de diálogos, gostam de monólogos alternados, aquelas mensagens de voz gigantes, tipo um “Guerra e Paz”, um ditado interminável que tem o puro objetivo de deixar você sem direito de resposta, sem paciência e sem bateria.

Do jeito que anda, estamos a beira de um gravíssimo problema: a extinção dos emoticons! Por isso, tecle. Mas se quer falar, me liga. Fala que eu te escuto. Coragem. Ainda que eu te interrompa no meio, que mal tem, com jeitinho e amor não dói. Chora, me liga, implora o meu beijo de novo, me pede socorro. MAS NÃO ME MANDE MENSAGEM DE VOZ. NÃO ME MANDE MENSAGEM DE VOZ. NÃO ME MANDE MENSAGEM DE VOZ.