Arrependei-vos! O fim do mundo chegou

martePassamos a vida toda fazendo piadas e rindo dos fanáticos que gritavam “Arrependei-vos! O fim do mundo está chegando”. E  agora, o que acontece. Estamos aqui dando razão a eles. O fim do mundo chegou.  As virgens estão ficando grávidas – no Reino Unido já são mais de 20! – e nosso grande líder é um Papa (!!) aparentemente comunista (!!!!) e, talvez, secretamente ateu (!!!!!).  Isso porque não estou nem falando ainda de política, das guerras, das pragas, dos terremotos (o Pacífico não para de tremer, viu?) e do enorme acerto de contas que está rolando – pessoas do passado voltando para pedir perdão e tudo, e  – mais – ao som do A-ha.

Mas hoje, a descoberta da água em Marte nos trouxe uma esperança. Agora temos duas opções: ficar para o apocalipse ou fugir para o planeta vizinho, onde seremos escravizados pelos marcianos. Os marcianos, ao contrário da nossa torcida desde sempre, não são verdes, caso existam serão reles micróbios. Como ser escravizada por micróbios não está nos meus planos – embora isso, às vezes, aconteça, mas estou tentando mudar  – pretendo ficar para ver o fim do mundo. Apocalipse deve ser uma coisa horrível, bolas de fogo, monstros, a terra se abrindo e – olha que fim deprê para a humanidade – a gente tentando postar mais uma coisinha no Face. Mas considero uma espécie de sorte estar por aqui num momento histórico. De verdade.

A parte do arrependimento não vai rolar. Estudei a minha vida inteira em colégio de padre, muita  culpa cristã,  mas depois gastei minhas economias na terapia tentando me livrar de todas elas. Por isso, arrependimentos não existirão.  Aos que partem para o espaço, forte abraço nos incas venusianos. Foi um prazer.  Com alguns, claro, bem mais do que com outros.