os amores que aqui não estão

Para onde vão os amores que não mais estão? Para onde?
Se escondem pela casa,  metidos em frestas, junto com as traças, se alimentado dos meus próprios restos.

Enquanto em durmo, eles se deitam ao meu lado e sussurram.
Lembra como foi bom?
Lembra com foi ruim?

Chamei a dedetização.