De 02neurônio

Rota

Não existe coisa mais linda nesse mundo. Ele abre o porta-luvas daquele gol amarelo e – sem precisar se virar – lhe estende a mão com um pacote de lenços de papel. – Vamos para onde? E para onde íamos mesmo? Íamos para a Lua, para a Cidade do México, para as selvas escondidas do…

Flashdance

Quando vocês vão embora cuidar da suas vidas, a gente finge que vai cuidar das nossas também. Não é verdade. Quando vocês vão embora cuidar da vida, a gente fica na sala dançando de calcinha. Uma coisa assim meio jazz. Meio fiz-balé-moderno-aos-15. Meio assim sempre-sonhei-ser-chacrete. Um pás de bourré, joga o cabelão para trás, de…

Os demônios da pequena

Meus pequenos demônios moram debaixo da cama Moram na terceira gaveta do armário Moram na sola do meu sapato Meus pequenos demônios moram dentro de uma cárie No fundo do meu umbigo Debaixo do meu cobertor De vez em quando viajam Mas sempre voltam Dizem que é só por causa do meu café. Entrem, pestes, que a casa é sempre sua! Setembro, 2009

Eu e a minha imaginação no parque

Eu e a minha imaginação no parque. Trocamos confidencias e vemos as formigas invadirem nosso piquenique. Eu e a minha imaginação no parque. Comemos maçãs caramelizadas no Expresso do Amor. Eu e a minha imaginação no parque. E os nossos nomes gravados no tronco de uma árvore. Eu e a minha imaginação no parque. De…